Estrada Florestal vai ser renovada

Câmara Municipal de Almada vai avançar com a renovação da Estrada Florestal, na Costa de Caparica. Intervenção vai custar 2,4 milhões de euros e prevê a criação de uma via partilhada para bicicletas e peões. 

 

A requalificação da Estrada Florestal, na Costa de Caparica, vai finalmente avançar. A intervenção vai ser feita ao longo de aproximadamente 4,6 km, prevendo a criação de uma via pedonal mista, que irá funcionar simultaneamente como via de emergência e ciclovia, indicou ao ALMADENSE fonte da CMA. 

O lançamento da obra, que terá um custo de 2,4 milhões de euros, foi aprovado em reunião da Câmara Municipal de Almada (CMA). Em comunicado, a autarquia destaca o facto da Estrada Florestal ser “um eixo de grande relevância no acesso às praias da Costa da Caparica e Fonte da Telha”.

Em causa está o troço entre a Praça Nossa Senhora dos Navegantes e o antigo restaurante Giramar. Está prevista ainda a arborização com árvores naturais, a colocação de sinalização, iluminação, criação de espaços de estacionamento, bem como uma “estética que dignifique o espaço”. Quanto à velocidade máxima de circulação, irá manter-se nos 50 km/h, esclareceu a mesma fonte.

A intervenção na Estrada Florestal era há muito aguardada, tanto pelos moradores, como por todos aqueles que frequentam as praias da Costa da Caparica. “É uma obra fundamental para o desenvolvimento da região”, disse ao ALMADENSE José Ricardo Martins, presidente da Junta de Freguesia da Costa de Caparica. No entanto, o autarca ressalva: “É uma intervenção que deve ser integrada num projeto de mobilidade integrado para todo o território, que tenha em atenção o ambiente”, uma vez que estamos perante um “território frágil que tem que ser protegido”.

 

Com Hugo Casaca

 

Iniciativa cidadã denuncia falta de acessos cicláveis às praias da Caparica

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *