Almada: utentes reclamam construção de um novo Centro de Saúde no Feijó

Sobrelotação e dificuldades no acesso à Unidade de Saúde do Laranjeiro, no concelho de Almada, estão na base da exigência de um novo Centro de Saúde exclusivo para o Feijó. A reivindicação já chegou à Assembleia da República.

Dos 47 mil  utentes da Unidade de Saúde de Santo António, no Laranjeiro, pelo menos 20 mil continuam sem médico de família. Uma situação que tem vindo a “agravar-se” devido ao “crescimento demográfico” registado na freguesia e ao “aumento da percentagem de população idosa”, explica ao ALMADENSE o presidente da União de Freguesias do Laranjeiro e Feijó, Luís Palma.

É por isso que a população considera urgente a construção de um novo edifício destinado aos utentes do Feijó, no concelho de Almada. A reivindicação foi transmitida na semana passada aos deputados da Comissão de Saúde da Assembleia da República, que a receberam de forma “positiva”, segundo Luís Palma.

O autarca é também um dos mais de 4000 subscritores da petição entregue em Julho no Parlamento, na qual se expressa a necessidade de construção de um novo Centro de Saúde do Feijó, libertando espaço na atual Unidade de Saúde do Laranjeiro, que hoje atende os utentes das duas antigas freguesias, unidas em 2013.

“As atuais instalações são manifestamente insuficientes”, defende o autarca, assinalando ainda as reiteradas “queixas da população”, no que diz respeito à “falta de recursos humanos e de material” daquela unidade de saúde.

A par destas condicionantes, a Unidade de Saúde do Laranjeiro “fica muito distante para a maioria dos utentes residentes no Feijó, onde os transportes públicos não dão uma resposta adequada, prejudicando sobretudo a população mais idosa”, pode ler-se no documento entregue no Parlamento.

De momento, Bloco de Esquerda e CDU já garantiram o apoio ao projeto, sendo que outras forças políticas “mostraram compreender a necessidade”, mas não se manifestaram ainda “de forma clara” sobre o sentido de voto que irão adotar quando a petição for apresentada em plenário na Assembleia da República. Ainda assim, Luís Palma, eleito pela CDU, mostra-se confiante de que “o projeto possa finalmente concretizar-se”.

De resto, acrescenta, a edificação do novo centro de saúde está prevista há vários anos para um terreno (cedido pela Câmara Municipal de Almada durante o mandato 2005-2009) localizado junto à Biblioteca Municipal José Saramago e ao edifício da Junta de Freguesia.

One thought on “Almada: utentes reclamam construção de um novo Centro de Saúde no Feijó

  • Maio 19, 2020 at 10:49 am
    Permalink

    Com a explosão demográfica que aconteceu nas últimas décadas, o actual centro de saúde já não consegue dar a resposta mínima julgada suficiente para o atendimento dos utentes que ali estão vinculados. Por isso, a construção de novas instalações mais centradas no Feijó, é de primordial importância e só peca por atrasada. Mas esperamos que os poderes que podem despoletar a resolução da situação, se sensibilisem o suficiente para arrancar de vez com a solução deste problema.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *