Marinha apoia Câmara de Almada no combate à covid-19

Centro de Acolhimento criado pela Marinha na Base Naval do Alfeite reservou 100 camas para receber idosos do concelho de Almada.

 

Os primeiros três doentes infetados com covid-19 foram recebidos na Base Naval do Alfeite, em Almada, na semana passada. Mas o Centro de Acolhimento, criado pela Marinha para ajudar no combate à pandemia, está preparado para receber dezenas de doentes.

Com capacidade de 165 camas, o espaço reservou, a pedido da Câmara Municipal de Almada, 100 lugares para o “eventual acolhimento temporário de idosos do concelho de Almada”, revelou a Marinha ao ALMADENSE.

Este é um dos 11 centros de acolhimento disponibilizados pelas Forças Armadas ao Serviço Nacional de Saúde. “O Centro foi ativado, na sequência de um pedido da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil ao Estado-Maior-General das Forças Armadas, disponibilizando alojamento e alimentação a estes doentes”, explicam as Forças Armadas.

Além do centro de acolhimento, a Base Naval do Alfeite conta ainda com quartos para o isolamento profilático voluntário de profissionais de saúde que exerçam as suas funções no Hospital Garcia de Orta, em Almada. “Atualmente encontram-se dois profissionais de saúde naquele espaço”, precisou a mesma fonte.

 

Almada soma 588 casos de covid-19

O concelho de Almada contabiliza neste momento 588 infetados por covid-19, sendo que para estes números contribuem os seis casos confirmados recentemente na Escola Secundária Anselmo de Andrade. Em Portugal registaram-se mais oito mortos e 229 casos de infeção, esta terça-feira, sendo que mais de 80% dos novos casos se registaram na grande Lisboa.

Recorde-se que o concelho de Almada está sujeito, desde 23 de Junho, a medidas de restrição que se aplicam a toda a Área Metropolitana de Lisboa (AML). As regras limitam os ajuntamentos a um máximo de dez pessoas e obrigam todos os estabelecimentos de comércio a encerrar às 20h, com exceção da restauração.

A partir dessa hora é proibida a venda de bebidas alcoólicas, bem como o consumo das mesmas em espaços de ar livre de acesso ao público. A PSP e a GNR estão autorizadas a multar em caso de desobediência.

 

Lay-off da TST chega ao fim em Julho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *